GestãoEstoque

Leia em 3 minutos

Gestão de estoque sazonal As vendas sazonais são responsáveis por uma fatia muito representativa do lucro do comércio. Você faz a gestão de estoque sazonal?

Por Redação

AsseInfo - Facil 123

Natal, Páscoa, Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia dos Namorados e Carnaval. Essas são apenas algumas das datas mais lucrativas para o comércio brasileiro. Um fato não pode ser negado: as vendas sazonais são responsáveis por uma fatia muito representativa do lucro do comércio. Para que seja possível ganhar dinheiro nessas épocas específicas do ano, é preciso ter uma gestão de estoque sazonal e ela tem características bem peculiares.

O problema é que a relação entre gestão de estoque e sazonalidade tem um ciclo muito menor e exige cuidados específicos. Descubra neste artigo como resolver e criar um ajuste entre essas condições!

A previsão de demanda é indispensável

Para uma gestão de estoque sazonal, a previsão de demanda é indispensável. Baseando-se em análises do mercado e de vendas anteriores, a previsão de demanda indica qual será a provável quantidade vendida.

Uma fábrica de ovos de Páscoa, por exemplo, precisa ter essa previsão de demanda bem definida para ajustar a produção e o estoque. Essa previsão evita que o estoque fique com muito produto, o que pode fazer com que haja perdas financeiras pelo não aproveitamento da sazonalidade e também evita que aconteça o desabastecimento.

O giro de estoque é possível

O gestor de estoque precisa ficar de olho na rotatividade de itens dentro do estoque, já que produtos com baixo giro ficam encalhados nas prateleiras. Apesar do tempo reduzido para as vendas, mesmo na sazonalidade é possível aumentar o giro de estoque.

Você pode realizar promoções, sorteios ou vendas de kits que façam com que os produtos saiam mais facilmente. No caso do Natal, por exemplo, é muito comum que as grandes lojas varejistas façam promoções no dia seguinte ao feriado, garantindo que os produtos remanescentes em estoque tenham o giro adequado.

Controle de entrada e saída é ainda mais importante

O controle de entrada e saída de itens é fundamental para garantir o acompanhamento do inventário em geral. No caso da gestão de estoque sazonal, entretanto, esse controle é ainda mais indispensável.

É somente ao conhecer quantos itens entraram e saíram que a gestão de estoque sazonal pode notar a necessidade de aumentar o giro dos produtos ou de buscar fornecedores para atender a uma demanda maior do que o esperado.

Vale a pena investir em um controle — inclusive automatizado — para que haja o máximo de visibilidade sobre o estoque e seus componentes.

A flexibilidade conta para a gestão de estoque sazonal

Fazer a gestão de estoque sazonal exige uma boa dose de flexibilidade, para que tudo funcione como o esperado. Se há uma quantidade de vendas menor do que a prevista em demanda, por exemplo, a gestão vai precisar utilizar alguma estratégia para diminuir o estoque o máximo possível. Pode-se pensar em promoções, kits, sorteios, etc.

Por outro lado, um aumento muito intenso nas vendas gera uma oportunidade imperdível, mas você precisará contar com fornecedores capazes de atender a sua empresa com mais adaptabilidade.

Foi o caso das Olimpíadas 2016. A procura pela bandeira brasileira e itens com a cor do Brasil dependiam do desempenho do Brasil nas Olimpíadas. Assim, a gestão de estoque sazonal precisou estar pronta para agir com flexibilidade e não perder dinheiro.

Levando em consideração pontos como previsão de demanda e giro e controle e flexibilidade de estoque, os resultados com a gestão de estoque sazonal se convertem em lucratividade e oportunidades.

Saber o que está armazenado é um dos pontos fundamentais da gestão de estoque sazonal. Como você faz esse controle na sua empresa? Conte para gente nos comentários!



AsseInfo - Facil 123